Resenha – Kings of Metal XXIV – Manowar



A ideia não é nenhuma novidade pra banda que em 2011 regravou o também clássico Battle Hymns agradando alguns e desagradando outros tantos. Confesso que no caso do “Battle” fiquei um tanto decepcionado, talvez pela sua sonoridade soar datada nos dias atuais mesmo com nova roupagem, mas principalmente pela atuação do Mr Eric Adams, que já não canta como outrora. O problema não é cantar alguns tons abaixo do que a 30 anos atrás, na minha concepção faltou tesão do frontman nas interpretações, então fui ouvir o novo “Kings” com expectativa baixa e tive uma grata surpresa.
Começando pela ordem track list totalmente alterada. O play é aberto com Hail and Kill que ja mata a pau de cara!! Com a afinação mais baixa, ficou mais pesada e sombria!!! Eric Adams se mostra com mais garra do q na bolacha citada no paragrafo anterior, principalmente nas partes rasgadas e agudas, cantando mais a vontade, mais próximo de suas interpretações ao vivo do que a interpretação original do clássico. Em seguida vem a empolgante Kings of Metal que não deixa a peteca cair!

A medida que o álbum vai se desenrolando os ouvidos vão se acostumando com o “novo” Manowar e a audição vai se tornando mais agradável. Na bela Heart of Steel os novos arranjos e intro acústica deram ainda mais pompa épica balada. Até a narrativa The Warriors Prayer foi remontada e ficou muito muito melhor que a original!! O vovozinho da nova narrativa é alucinado!!! Os efeitos sonoros muito mais realistas tornando a experiência mais imersiva para o ouvinte.

Blood of the kings teve sua letra alterada e outros países foram citados inclusive nosso querido Brasil!

Até aqui só elogios pra bolacha. Porem Kingdom Come soou meio “xoxa” em sua nova versão. A voz do Eric Adams é que fazia a diferença nessa faixa em sua primeira versão, por ser uma música simples e cheia de feeling. A emoção aqui não conseguiu ser reproduzida ou ao menos equiparada. Outro ponto baixo foi a instrumental Sting Of The Bumblebee que teve sua intro limada e foi tocada com um metrónomo no fundo, que talvez seja removido na mixagem final, uma vez que o álbum ainda não foi oficialmente lançado.

Em seguida a épica The Crown And The Ring numa versão totalmente orquestrada segue o padrão de pompa de Heart of Steel. Esta ganha também uma versão com guitarras adicionadas logo após a rápida on Wheels Of Fire que ficou muito bacana tocada com mais peso.

O Play é finalizado com uma versão de Heart of steel “cantada” pela guitarra cheia de feeling!! O instrumental desta ficou mais fiel ao original do que a versão anteriormente comentada neste review. Achei versão ficou animal, mas não deve agradar a todos.

Estranhamente, a machista e divertida Pleasure Slave ficou de fora. Talvez ela não tenha mais espaço no chato mundo politicamente correto, o que é uma pena pois era uma das minhas músicas favoritas 😉

A versão do álbum que tive acesso vem com um bonus contendo versões instrumentais e alternativas para todas as faixas exceto Sting Of The Bumblebee e The Warriors Prayer. Se você tiver paciência/curiosidade de ouvir, vai descobrir o quão ricas em textura e produção as musicas repaginadas ficaram.

Por fim, vale muito a pena conferir o retorno triunfal de Kings of metal. Talvez você estranhe um pouco nas primeiras audições mas é um disco que quanto mais se ouve, mais se descobre e mais se gosta.

Em tempo: Após ouvir algumas vezes o novo Kings of Metal, a regravação do Battle Hymns passou a soar melhor aos meus ouvidos. Parece que agora estou adaptado ao ¨novo¨ MANOWAR.

Lista de faixas:

CD1
01. Hail and Kill MMXIV
02. Reis do Metal MMXIV
03. Ó Coração de Aço MMXIV (Acoustic Intro)
04. Oração MMXIV de um Guerreiro
05. The Blood of the Kings MMXIV
06. Thy Kingdom Come MMXIV
08. coroa EO TEU em seu MMXIV Anel (Orchestral Version)
09. On Wheels of Fire MMXIV
10. coroa EO TEU em seu MMXIV Anel (Versão Metal)
11. Ó Coração de Aço MMXIV (Guitar Instrumental)

CD2
01. Hail and Kill MMXIV (Instrumental)
02. Reis do Metal MMXIV (instrumental)
03. Ó Coração de Aço MMXIV (Orchestral Intro Version – Instrumental)
04. The Blood of the Kings MMXIV (Instrumental)
05. Thy Kingdom Come MMXIV (Instrumental)
. 06 coroa EO TEU em seu MMXIV Anel (Orchestral Version – Instrumental)
07. On Wheels of Fire MMXIV (Instrumental)

Fonte:. Http:whiplash.net/materias/cds/198305-manowar.html # UwfqHvldVS4:

Anúncios