EPICA ‘RETROSPECT LIVE’ 10 ANOS.

                                           

Durante três horas, Simone Simons e Mark Jansen comandaram o grande espetáculo, realizado em Eindhoven (Holanda). O show, gravado com dez câmeras, comemorou os dez anos da banda e teve a participação dos ex-integrantes Ad Sluijter, Jeroen Simons e Yves Huts e da vocalista Floor Jansen
(ReVamp, Nightwish).
À frente de orquestra e coral e com belos arranjos, a banda tocou um misto de clássicos de sua história e músicas de seu último álbum, Requiem For The Indifferent.
Pensando nos fãs que não poderiam estar no local, já que o show teve seus ingressos esgotados rapidamente, a banda disponibilizou tickets para quem quisesse acompanhar o “live streaming” do Retrospect pela internet.

Veja Setlist Do Show:

1° vídeo:
– Intro
– Monopoly on Truth
– Sensorium
– Unleashed (Orchestral Intro)
– Martyr of the Free Word
– Chasing the Dragon
– Presto (Antonio Vivaldi cover)
– Never Enough
– Stabat Mater Dolorosa (de Giovanni Battista Pergolesi, com a participação de Floor Jansen)
– Twin Flames (Lançamento ao vivo)
– Serenade of Self-Destruction
– MEDLEY: Feint / Fools of Damnation / Mother of Light / Kingdom of Heaven / Run for a Fall /     Deep Water Horizon (Medley Orquestrado)
– The Divine Conspiracy
– Delirium
– Blank Infinity

 
 
                                                                                                                                                                      

2° vídeo:
– The Obsessive Devotion
– Retrospect (Lançamento ao vivo de música não-lançada em álbum)
– Battle of the Heroes / The Imperial March (John Williams – Star Wars Medley)
– Quietus (com Yves Huts, Jeroen Simons e Ad Sluijter)
– The Phantom Agony
BIS:
– Cry for the Moon
– Sancta Terra (com Floor Jansen)
– Design Your Universe
BIS 2:
– Storm the Sorrow
– Consign to Oblivion

                  
 
 
                                                                                                                                                                       

Fonte: Epica: show comemorativo “Retrospect” será lançado em DVD http://whiplash.net/materias/news_829/176156-epica.html#.UwpuM725et8#ixzz2uBWiXE4l
                      

Anúncios

Epica: confira a capa de "The Quantum Enigma"

A banda holandesa EPICA, divulgou hoje a capa do novo álbum “The Quantum Enigma” através de sua conta oficial no Instagram. O disco será lançado em 2 de maio na Europa, 5 de maio no Reino Unido e 13 de maio nos Estados Unidos.
          


Fonte: Instagram oficial da banda

EPICA

EPICA é uma banda holandesa de metal sinfônico, fundada por Mark Jansen (ex-guitarrista do After Forever) no final de 2002. Utiliza vocal meio-soprano e gutural, e suas letras retratam o amor, o ódio, a agonia, a revolta, a cultura, as religiões e o sentido da vida.

                                                  Mark Jasen fundador do Epica

No final de 2002, Mark Jansen saiu da banda After Forever, alegando divergências musicais com os demais integrantes, Por possuir direcionamento mais pesado e menos sinfônico. Começou a procurar músicos para se integrarem ao seu novo projeto, inicialmente nomeado Sahara Dust. No começo, a banda contou com Helena Michaelsen (ex-integrante do Trail of Tears) como vocalista, mas logo depois ela abandonou o grupo e deu lugar a uma, até então, desconhecida mezzo-soprano, Simone Simons, na época namorada de Jansen. A banda estava completa com o guitarrista Ad Sluijter, o baterista Jeroen Simons, o baixista Yves Huts e o tecladista Coen Janssen. Em 2003, ainda intitulada Sahara Dust, lançou a demo Cry for the Moon. No mesmo ano o nome da banda mudou para Epica, inspirado no álbum homônimo da banda Kamelot.

 Sobre O Nome:
 

“EPICA é um lugar do universo onde nós podemos encontrar as respostas para as mais importantes perguntas sobre a vida. A maioria de nossas letras é parecida com o significado de Epica. E o Kamelot acabava de gravar seu álbum intitulado Epica. Nós adoramos o título. A maioria dos membros, incluindo eu, adora ouvir Kamelot. Então decidimos mudar o nome para Epica”.

THE PHANTOM AGONY (2003-2004)
Em junho a banda lança seu primeiro álbum, The Phantom Agony, com nove faixas, destacando-se “Cry For the Moon”, “Feint” e “The Phantom Agony”. O álbum conta uma forte influência da música árabe, nítida na faixa “Seif al Din”. Os vocais são divididos entre a soprano Simone Simons e a voz gutural de Mark Jansen. A participação de oito vozes compondo o coral atribui um aspecto grandioso, especialmente na faixa de abertura “Adyta”, cantada em latim. Sétima faixa, “Run for a Fall” foi escrita por Mark Jansen e disserta sobre sua saída do After Forever. “Façade of Reality” aborda os atentados de 11 de Setembro, incluindo um trecho com declarações de Tony Blair.
Em 2004, a banda lançou o DVD We Will Take You With Us, que incluía gravações em estúdio de canções do álbum The Phantom Agony, making of, os vídeos musicais deles até o momento (“Feint” e “The Phantom Agony”) e biografia.

CONSIGN TO OBLIVION (2005-2006)
Chegado Abril de 2005, o grupo lança Consign to Oblivion, um álbum baseado na cultura e história Maia; Mark Jansen é apaixonado pelo tema – esteve no México pela primeira vez com o After Forever – e diz que acredita em certos princípios que os Maias tinham. O álbum aumentou consideravelmente a base de fãs. Já Consign to Oblivion contém onze faixas, destacando-se “Solitary Ground”, “Quietus”, “Mother of Light”, a faixa título “Consign to Oblivion” (com participação de André Matos no coral) e um dueto com Roy Khan, vocalista do Kamelot – “Trois Vierges”. Em setembro de 2005, foi lançado The Score – An Epic Journey. No entanto, o álbum não é um trabalho regular do sexteto, mas sim a trilha sonora que a banda fez para o filme Joyride. Em dezembro de 2005 o Epica fez sua primeira turnê pela América do Sul, passando por diversas cidades do Brasil.
Na metade de setembro de 2006 a banda acaba sua primeira turnê nos Estados Unidos e Canadá, com a banda Kamelot; neste mesmo tempo, o baterista Jeroen Simons deixa o grupo. Em dezembro de 2006, o grupo anunciou em seu sítio oficial que Ariën van Weesenbeek do God Dethroned seria o baterista do próximo álbum da banda. E em meados do ano Simone Simons e Mark Jansen terminam seu namoro.

THE DIVINE CONSPIRACY (2007-2008)
O álbum The Divine Conspiracy foi lançado em 7 de setembro de 2007 na Alemanha e em 10 de setembro no resto da Europa, tendo sido produzido por Sascha Paeth2 . Além da participação do baterista Ariën van Weesenbeek, também teve como convidado o guitarrista Sander Gommans do After Forever, com seus vocais guturais em uma das faixas. O grupo garantiu que seria o álbum com o som mais pesado de toda a história da banda. É também o primeiro álbum totalmente
conceitual deles: carrega a teoria que Deus criou as diferentes religiões e as lançou sobre a humanidade para ver se são capazes de encontrar sua verdadeira natureza, compreendendo que todas as religiões são de fato uma só. O álbum também deu conclusão para o conceito The Embrace That Smothers, que se iniciou no álbum Prison of Desire da banda After Forever e teve continuidade em The Phantom Agony com o Epica. O primeiro compacto do álbum é “Never Enough”, que inclusive recebeu duas versões em vídeo, com o renomado diretor Ivan Colic. O álbum foi muito bem recebido tanto pelos críticos quanto pelos fãs tendo como destaque as canções “Death of a Dream”, “The Obsessive Devotion”,  “Menace of Vanity”, “Chasing The Dragon”, “Safeguard To Paradise”, “Sancta Terra” e a faixa título “The Divine Conspiracy”. Em 3 de dezembro Ariën van Weesenbeek se torna o baterista oficial da banda. Foi divulgado no sítio oficial da banda, através de uma nota escrita pela própria Simone, que ela estava infectada por uma variação da bactéria Staphylococcus aureus conhecida como MRSA, que é resistente à meticilina e à maioria dos antibióticos. A cantora precisou passar por um tratamento longo e diário, o que obrigou a banda a rever a data de diversas apresentações 3 . Em março de 2008 a banda divulga que para substituir temporariamente Simone,
que ainda estava doente, convidaram Amanda Somerville, que havia participado em todos os álbuns do Epica como segunda voz. Em 15 de maio Simone volta a se apresentar ao vivo, já recuperada, apresentação feita para comemorar o quinto aniversário do álbum The Phantom Agony.

DESIGN YOUR UNIVERSE (2009-2011)
Após o lançamento do álbum Design Your Universe, a banda passou a se apresentar em vários festivais Europeus, cada vez para maiores públicos. No dia 16 de outubro de 2009 foi lançado o álbum Design Your Universe,com a temática de que todos estamos ligados a nível subatômico e que podemos influenciar o mundo através dos nossos pensamentos, e continua nele o conceito A New Age Dawns. O trabalho foi bem recebido pelo público e pela crítica sendo considerado por muitos o melhor álbum da banda, com destaque para “Unleashed”, “Martyr Of The Free Word”, “Kingdom Of Heaven”, “Desconstruct” e “Design Your Universe”. Neste álbum é dada continuidade ao conceito A New Age Dawns. O álbum estreou na oitava posição nas paradas holandesas, sendo esta a posição mais alta que um álbum do Epica já atingiu, e continuou nas paradas por cinco semanas, saindo e reentrando meses depois, devido à apresentação da banda no festival Pinkpop.5 Após o lançamento do álbum, a banda embarcou em uma turnê mundial. Após tocarem em grandes festivais europeus como o Pinkpop, o Masters of Rock e o Wacken Open Air, a banda embarcou em uma longa turnê europeia, com vários shows esgotados, principalmente na Holanda, seguindo em uma turnê norte-americana, uma turnê sul-americana e novamente na Europa e em grandes festivais.No dia 1 de janeiro de 2010 a banda anuncia o lançamento de um novo single intitulado This Is The Time, toda a renda adquirida com a venda dele será revertido à ONG WWF. No dia 12 de fevereiro a banda sofre um acidente de trânsito em uma auto-estrada canadense, não há feridos mas por pouco o motorista do ônibus conseguiu evitar uma colisão frontal.Ad Sluijter foi guitarrista da banda até o
álbum The Divine Conspiracy. Em 14 de junho de 2008 foi realizado The Classical Conspiracy, um concerto no Miskolc Ice Hall (Hungria) em que tocaram peças clássicas de Mozart, Dvořák, Verdi, Orff, Prokofiev, Grieg e Vivaldi junto a uma orquestra e a um coral, mas seguindo o estilo da própria banda. Também algumas de suas próprias canções foram reescritas especialmente para o evento.No fim de 2008 Ad deixa a banda por não estar mais se sentindo bem pelas turnês e pelo pouco tempo que o restava para fazer outras coisas, segundo nota oficial no MySpace do guitarrista. As buscas por um novo integrante continuaram até meados de janeiro de 2009. Reuniu-se ao grupo o guitarrista Isaac Delahaye, do God Dethroned.Em maio de 2009 é lançado o álbum ao vivo do
show The Classical Conspiracy, sendo duplo e contendo 28 músicas, alcançando a vigésima terceiro posição na parada oficial holandesa. O contraste entre Simone Simons (vocais líricos) e Mark Jansen (vocais guturais) Após a falência da Trasmission Records a banda ficou quase um ano sem gravadora, até que em abril de 2007 assinou com a Nuclear Blast Records, mesma gravadora de bandas como In Flames, Therion, Stratovarius, Children of Bodom, Dimmu Borgir e Nightwish.
Epica ainda luta com a Trasmission Records para conseguir os direitos autorais de alguns de seus álbuns e lançar o DVD inédito filmado em Paradiso.

REQUIEM FOR THE INDIFFERENT(2012-)
Requiem For The Indifferent é o quinto álbum da banda holandesa de metal sinfônico Epica. O álbum foi lançado em 9 de março de 2012, na Europa,
8 e em 13 de março de 2012 nos Estados Unidos. Esse foi o último álbum com a participação de Yves Huts nos baixos.

 

 

MEMBROS ATUAIS:
Simone Simons – vocal (mezzo-soprano)
Mark Jansen – guitarra e vocal gutural
Rob Van der Loo – baixo
Coen Janssen – teclado e piano
Isaac Delahaye – guitarra
Ariën van Weesenbeek – bateria

MEMBROS ANTIGOS:
Koen Herfst – bateria de apresentações ao vivo (2007)
Jeroen Simons – bateria nos álbuns The Phantom Agony e Consign to Oblivion
Ad Sluijter – guitarra elétrica e guitarra acústica (2002-2008)
Yves Huts – baixo (2002-2012)

DISCOGRAFIA:
Álbuns[editar código-fonte]
The Phantom Agony (2003)
Consign to Oblivion (2005)
The Score – An Epic Journey (2005)
The Road to Paradiso (ao vivo) (2006)
The Divine Conspiracy (2007)
The Classical Conspiracy (ao vivo) (2009)
Design Your Universe (2009)
Requiem for the Indifferent (2012)
Compactos[editar código-fonte]
“The Phantom Agony” (2003)
“Feint” (2004)
“Cry For The Moon” (2004)
“Solitary Ground” (2005)
“Quietus (Silent Reverie)” (2005)
“Never Enough” (2007)
“Chasing the Dragon” (2008)
“This is the Time” (2010)
“Storm The Sorrow” (2012)
Outros lançamentos[editar código-fonte]
Cry for the Moon (demo, ainda como Sahara Dust) (2003)
The Road to Paradiso (songbook) (2006)
Videografia[editar código-fonte]
DVD[editar código-fonte]
We Will Take You with Us (álbum e DVD) (2004)
Retrospect (álbum e DVD)(2013)
Vídeos musicais[editar código-fonte]
“The Phantom Agony” (2003)
“Feint” (2004)
“Solitary Ground” (2005)
“Quietus” (2005)
“Never Enough” (2007)
“Unleashed” (2009)
“This is the Time” (2010)
“Storm The Sorrow” (2012)
1 Biografia
2 The Phantom Agony (2003-2004)
3 Consign To Oblivion (2005-2006)
4 The Divine Conspiracy (2007-2008)
5 Design Your Universe (2009-2011)
6 Requiem for the Indifferent (2012-)
7 Membros 7.1 Membros atuais
7.2 Membros antigos
7.3 Membros convidados
8 Discografia 8.1 Álbuns
8.2 Compactos
8.3 Outros lançamentos
9 Videografia 9.1 DVD
9.2 Vídeos musicais
10 Referências
11 Ligações externas

Fonte:   http://pt.wikipedia.org/wiki/Epica                      

   
 
 

Epica finaliza as gravações do novo álbum

Lançamento é para este semestre 

Publicado em janeiro 11, 2014
As gravações do novo álbum do Epica estão concluídas. A ideia é que o sucessor de “Requiem For The Indifferent”, que saiu em 2012, seja lançado ainda nesse primeiro semestre. A produção ficou à cargo de Joost Van Den Broek (ex-tecladista das bandas After Forever e Ayreon). O lançamento mais recente do Epica é o DVD “Retrospect”, que saiu em novembro (saiba mais).