Pantera: a violência sempre presente na relação com seguranças

O texto abaixo é uma tradução de um trecho da autobiografia do baixista REX BROWN [PANTERA, DOWN], no qual ele relata a sempre tumultuosa relação da banda com os agentes de segurança contratados em seu shows, por natureza sempre muito agitados.

O relato, complementado por um dos integrantes do empresariamento da banda, WALTER O’BRIEN, é parte integrante do livro “Official Truth, 101 Proof: The Inside Story of Pantera”



[…]

E eis que durante o show em uma noite enquanto estamos tocando em um local aberto em Buffalo, Nova Iorque, esse cara gigante, cheio de anabolizantes, da segurança, decidiu judiar de um pobre de um moleque que estava tentando passar a barreira do fosso que estava a 3 metros do palco. Ele o tacou no chão, com a cara no concreto, e as mãos nas costas. Daí ele segurou o cara pelo cabelo e começa a empurrar ele, no que Phil percebeu o que está acontecendo e está puto pra cacete.
E daí Phil – que pode arremessar uma bola de futebol americano tão bem quanto Drew Brees – tacou seu microfone na parte de trás da cabeça do segurança, e ele caiu no chão.
De repente, o organizador do show cancela tudo e trancafiaram a coxia inteira de modo que não pudéssemos sair. Phil foi então jogado na cadeia e tudo mais.
Todos dissemos para a polícia, “Peraí, vocês não estão entendendo o que rolou aqui?”, mas, claro Phil levou a culpa e custou cinco mil dólares de fiança, tudo por defender um fã que estava sendo espancado. Foi uma loucura. Esse tipo de merda também não era novidade. Chegou ao ponto onde eu via incidentes do palco e só queria tirar a porra do meu baixo e sentar o pau com ele. Eu tinha vontade de dizer praqueles palhaços, “Esses moleques vieram ver a gente, não a vocês, chupa-rola.” Não é que esses seguranças sejam donos desses lugares; eles ganham seis dólares por hora para fazer a segurança e acham que é beleza tacar um dos meus fãs na terra porque ele está tentando pular a barricada. Isso era estúpido demais, e simplesmente não tolerávamos.
Phil geralmente controlava a plateia muito bem, mas tínhamos que parar nossos shows POR CAUSA DOS CARAS DA SEGURANÇA, não por causa de nossos fãs.
O resultado disso tudo foi Phil tendo que aparecer diante do juiz um ano depois, devido à audiência ter sido adiada por três vezes, quando ele se desculpou [e declarou-se culpado da acusação de agressão], recebeu uma multa e fora condenado a cumprir algumas horas de serviço comunitário.
WALTER O’BRIEN

Os empresários da banda estavam sempre pisando em ovos quanto ao que Phil poderia fazer. Já havíamos tido um incidente na turnê de ‘Vulgar Display Of Power’ onde eu tive que subornar um cara que só estava querendo fazer um troco fácil num processo porque ele afirmava que Phil o tinha agredido em um show de São Diego. No fim das contas, eu paguei quinhentos dólares que ele pediu para fazer um acordo, apesar se estarmos prontos para pagar CINQUENTA MIL se tivéssemos. Ele então me disse que tudo que ele queria mesmo eram cinco minutos com O Sr. Anselmo, pro que eu respondi, ‘Confie em mim, você não SOBREVIVERIA cinco minutos. ‘ Ele então disse que éramos racistas – apesar de ele depois ter feito insultos raciais contra mim – então quando ele foi comprado por mim, pessoalmente, com um cheque ao portador, eu não resisti e disse, “Você não só é racista, mas também é um burro pra cacete. Eu estava preparado para te pagar cinquenta mil para que isso NÃO fosse parar no fórum.”


[…]


Fonte: Playa Del Nacho

Anúncios

Ronnie James Dio: revelados capa, faixas e participantes do álbum tributo

Um grupo de all-stars gravaram 13 faixas para um álbum tributo que arrecadará fundos para a Ronnie James Dio Stand Up and Shout Cancer Fund (diocancerfund.org). O projeto foi comandado pela manager e esposa Wendy Dio. METALLICA, MOTÖRHEAD, SCORPIONS, ADRENALINE MOB, ANTHRAX, DORO, HALESTORM, ROB HALFORD, entre outros, participaram, junto com vários dos músicos que tocaram com Dio. O álbum tributo sairá em 1 de abril pela Rhino.


“This Is Your Life” track listing:
01. “Neon Knights”
ANTHRAX *
02. “The Last In Line”
TENACIOUS D *
03. “The Mob Rules”
ADRENALINE MOB
04. “Rainbow In The Dark”
Corey Taylor, Roy Mayorga, Satchel, Christian Martucci, Jason Christopher *
05. “Straight Through The Heart”
HALESTORM *
06. “Starstruck”
MOTÖRHEAD with Biff Byford *
07. “Temple Of The King”
SCORPIONS *
08. “Egypt (The Chains Are On)”
DORO
09. “Holy Diver”
KILLSWITCH ENGAGE
10. “Catch The Rainbow”
Glenn Hughes, Simon Wright, Craig Goldy, Rudy Sarzo, Scott Warren *
11. “I”
Oni Logan, Jimmy Bain, Rowan Robertson, Brian Tichy *
12. “Man On The Silver Mountain”
Rob Halford, Vinny Appice, Doug Aldrich, Jeff Pilson, Scott Warren *
13. “Ronnie Rising Medley”
(featuring “A Light In The Black”, “Tarot Woman”, “Stargazer”, “Kill The King”)
METALLICA *
14. “This Is Your Life”
DIO
* Previously unreleased

Krisiun: banda lista os 5 picos mais demoníacos do Brasil

O KRISIUN, indiscutivelmente a maior banda de Death Metal da história do Brasil, listou para a revista estadunidense especializada em Metal DECIBEL cinco lugares que eles consideram ‘Infernais’ no nosso país, e os descreveram para os gueros. Confira o guia turístico preparado pelos gaúchos de Ijuí.
5. Praia Boa Viagem

A Praia da Boa Viagem é localizada no distrito mais badalado de Recife, capital do estado do Pernambuco, situado na costa Nordeste do Brasil. As praias lá são bonitas e o clima é sempre bom e quente, convidando aos banhistas e surfistas a entrar na água – mas não se engane com isso! Mesmo em águas rasas, a morte pode estar lhe observando na forma de um tubarão! A praia de Boa Viagem construiu uma reputação de ser uma das mais perigosas para banhistas. Muitas mortes se deram por lá e a maioria das vítimas que sobreviveram aos ataques perdeu partes de seu corpo, como perna, braços e mãos.

4. Cracolândia
Cracolândia quer dizer ‘Terra do Crack’, é um lugar muito triste, sombrio e sujo. Localizada no centro de São Paulo, a Cracolândia é habitada por viciados em crack. Você vê todo tipo de esquisito lá, pessoas sofrendo alucinações, até mesmo crianças e mulheres grávidas são vistas lá fumando crack. Como zumbis nas ruas morrendo por uma pedra, eles ficam tão loucos que você vê as pessoas tateando o chão procurando por pequenas pedras brancas. As autoridades locais sitiaram a Cracolândia alguns anos atrás, mas o lugar renasceu das cinzas e se restabeleceu em outro beco escuro no centro. Como um vírus que não para de crescer, esse problema social nunca acaba. O Ratos de Porão tem uma música chamada ‘Exército de Zumbis’, e é exatamente o que você vê na Cracolândia, um exército de zumbis vivendo entre os ratos.

3. Treme Treme
O Treme Treme é um famoso complexo de três edifícios localizado no bairro do Bixiga perto do centro de São Paulo. Habitado principalmente por prostitutas, traficantes, indigentes, bandidos e gentalha de todo tipo, esse lugar vivia em constante batalha. Havia relatos de pessoas arremessando botijões de gás por suas janelas em cima de viaturas da polícia, pessoas atirando nas outras em feriados como réveillon e natal, pessoas atirando pelas janelas. A menos que você queira comprar drogas ou achar uma prostituta barata, você não quer ir ao Treme Treme. Felizmente para a vizinhança, a polícia fechou o Treme Treme alguns anos atrás.

2. Ilha da Queimada Grande
Conhecida como Ilhas das Cobras, a Ilha da Queimada Grande esta localizada a 30 quilômetros da costa sul do estado de São Paulo e permanece intocada por humanos. A Marinha Brasileira proíbe expressamente que qualquer pessoa desembarque na ilha – a razão: a ilha é o habitat natural da Jararaca Ilhoa, que é uma das cobras mais venenosas do mundo. Estima-se que haja mais de uma cobra por metro quadrado na ilha. As jararacas são responsáveis por mais de 90% das mortes causadas por cobras no Brasil. As Jararacas Ilhoa que ocupam a ilha possuem um veneno poderoso de ação rápida que derrete a pele em torno da mordida. Então se você for à ilha da Queimada Grande, cuidado, você nunca está a mais de um metro da morte certa!
1. Favela Vila Cruzeiro
Situada nas favelas dos morros do Rio de Janeiro, a Favela Vila Cruzeiro foi considerada uma das favelas mais perigosas do Brasil. O lugar era controlado por um cartel do tráfico de drogas e alguns dos criminosos mais procurados do país. Garotos magros, vestindo apenas calções e sandálias, carregando metralhadoras eram vistos guardando locais estratégicos no topo do morro, à espreita de invasões da polícia. Por muitas vezes, tiroteios entre a polícia, traficantes e grupos rivais estouravam, e armamento pesado abria fogo, trazendo morte e terror às famílias inocentes que vivem lá. Até mesmo helicópteros foram alvejados e derrubados por morteiros algumas vezes. Ano passado, um grupo de mais de mil policiais e soldados do exército, reforçados por tanques e apoio aéreo, dominaram a Vila Cruzeiro, e depois de mais de 40 horas de tiroteio, mais de 50 pessoas foram mortas e 200 presas.

SupreMa: Traumatic Scenes é um dos álbuns mais comentados do ano

O grupo paulistano SupreMa tem firmado cada vez mais seu nome entre os grandes lançamentos de 2013 e o álbum “Traumatic Scenes” tem sido o motivo deste enorme crescimento. O grupo que está prestes a completar 10 anos de carreira lançou em 2013 o álbum no Brasil, EUA, Europa e Japão e desde então tem recebido críticas positivas ao redor do mundo. A banda liderada pelo guitarrista Douglas Jen frequentemente vêm sendo citada em matérias falando sobre os detaques do ano de 2013 e recentemente o álbum “Traumatic Scenes” foi nomeado pelo site Consultoria do Rock entre os 10 melhores álbuns nacionais/internacionais lançados em 2013.

Confira a matéria completa:

Outro grande destaque é a votação popular que tradicionalmente ocorre todos os anos no site Whiplash onde os internautas escolhem suas preferencias de melhores do ano, e o SupreMa foi indicado como finalista em quatro categorias. A votação se encerra dia 30 de janeiro ainda está aberta.

Acesse:

Melhor Banda Nacional: SUPREMA
Melhor CD ou DVD Nacional: TRAUMATIC SCENES
Melhor Guitarrista Nacional: DOUGLAS JEN
Melhor Baixita Nacional: FÁBIO CARITO

É necessário confirmar o voto por email.

Sobre os ótimos comentários do CD “Traumatic Scenes” ao redor do mundo, abaixo você lê alguns:

Resenha pelo site brasileiro Whiplash!: 9/10
“Aula de Prog Metal feito por time cheio de propriedade”

Resenha pelo site brasileiro Consultoria do Rock
“Traumatic Scenes vem para mostrar a maturidade da banda depois de tantas turnês pelo Brasil”

Resenha pelo site europeu Metal Temple: 9/10 
“Estes caras de São Paulo fizeram um trabalho incrivel em seu álbum de estreia”

Resenha pelo site dinamarquês Power of Metal: 87/100
“‘Burning my soul’ tem uma seção ritmica poderosa e solos de guitarras colocados inteligentemente”

Resenha pelo site italiano Rock Metal Essence: 88/100
“esta maravilhosa produção é encorpada e envolvente, entre as melhores composições ouvidas em 2013”

Resenha pelo site austríaco Stormbringer: 4/5
“É realmente emocionante quão soberano tudo é composto e arranjado”

Resenha pelo site europeu DangerDog: 3,5/5
“Quase todas as músicas oferecem um ritmo galopante com algumas nuances thrash, dando-lhes um som mais pesado”

Resenha pelo site americano Sea of Tranquility: 3,5/5
“As guitarras são particularmente impressionantes ao longo do album, especialmente na abertura de Dark Journey”

Resenha pelo site brasileiro Arte Metal: 8,5/10
“O Power/Prog Metal apresentado pelo grupo é digno de gente grande”

Resenha pelo site brasileiro Metal Samsara: 9/10 
“o trabalho final soa coeso e compactado, ou seja, o mais importante é a música, e não exibições individuais”

Resenha pelo site espanhol The Sentinel
“Ouvimos potentes e poderosos riffs de metal”

“Traumatic Scenes” ainda teve o lançamento do single e video clipe “Nightmare”antes mesmo do lançamento oficial do disco e já supera a marca de 65.000 acessos no YouTube, e foi destaque durante meses na programação da MTV/BRZ.


Iniciando o ano de 2014 a banda anunciou recentemente a filmagem de um novo vídeo clipe para a música “Fury and Rage” com uma produtora de filmes que trabalha com vários artistas mainstream e deve lançar este novo vídeo clipe em breve.

Definitivamente o CD “Traumatic Scenes” é o grande divisor de águas na carreira do SupreMa e ainda terá muitos comentários pelo ano de 2014 que é o ano em que a banda fará a sua extensa tour de divulgação do álbum.

A tour do novo CD “Traumatic Scenes” já iniciou e a banda passou por importantes capitais como São Paulo, Manaus e Maceió, e segue agendando datas para 2014 com seu novo cenário e toda estrutura que está rodando o Brasil. Para levar a “Traumatic Scenes Tour” para sua cidade, entre em contato através do email contato@furiamusic.com.br . Entrevistas e materiais para resenhas devem ser solicitados pelo email imprensa@furiamusic.com.br .

Eridanus libera download gratuito do single "Set it on fire"

Os gaúchos do Eridanus tem demonstrado ser uma das gratas surpresas do ano de 2013. Com uma sonoridade direta, pesada e também com baladas estilo oitentista, o Eridanus promete resgatar o puro e autêntico heavy metal e hard rock em sua linguagem atual, e tem chamado atenção do público do sul do país, da imprensa e produtores de todo o Brasil.

Em divulgação do novo álbum, o Eridanus disponibilizou para download gratuito a música “Set it on fire”, extraída do álbum “HellTherapy”.
A música pode ser baixada no link à seguir: 
O grupo recentemente assinou com a Furia Music Produções um contrato de prestação de serviços na área de imprensa, marketing e planejamento de carreira e prepara-se para a promoção de “HellTherapy” para 2014.
Conheça o grupo em seus canais oficiais:

Os profissionais de imprensa interessados em conhecer melhor o trabalho do grupo devem entrar em contato através do email imprensa@furiamusic.com.br . Para contratar o Eridanus para um show em sua cidade os contatos devem ser feitos através do email booking@eridanusofficial.com .

Hypocrisy: pela primeira vez no Rio de Janeiro‏

A Metal Union e Fame Enterprises apresentam o show da banda Hypocrisy pela primeira vez no Rio de Janeiro.


22 de abril (Terça feira)

Teatro Odisséia – Avenida Mem de Sá, 66 – Centro, RJ
Abertura da casa: 20hs
Show de Abertura: 21hs
Hypocrisy: 22hs
Classificação 18 anos
Ingressos (NOS POSTOS DE VENDA A PARTIR DO DIA 15/01) :
R$130 (Ingresso + Meet and Greet) – Somente 30 disponíveis e a venda nas lojas SCHEHERAZADE, HARD N HEAVY, SEMPRE MÚSICA (IPANEMA), ROCK FOR YOU.
R$80 (Antecipado, meia entrada já inclusa no valor)
R$100 (Na porta, meia entrada já inclusa no valor)
Postos de venda:
Hard N Heavy (Flamengo) – 2552-2449
Scheherazade (Tijuca) – 2569-1250
Sempre Música (Catete) – 2265-6910
Sempre Música (Ipanema) – 2523-9405
Loja Blizzard (Cinelândia) – 98693-6051
Rock For You (Caxias) – 99420-8796
Underground Rockwear (Bangu) – 7833-6921
Niterói e São Gonçalo – 99742-5991 (Rodrigo)
Pela internet: