Transatlantic: o prazer pelo rock progressivo



foto por Henrique Pimentel | Portal do Inferno

por Marcelo Moreira | Combate Rock/UOL Entretenimento

O nome da banda não ajuda muito – e nem deveria ser o nome, pois o original eram as iniciais dos integrantes -, mas isso jamais incomodou os fãs e apreciadores de rock progressivo. Yes e Gentle Giant também não são nomes muito apropriados para bandas de rock, o que só revela a inutilidade da discussão. O fato é que o Carioca Club se tornou pequeno para a grande dimensão do primeiro show do Transatlantic no Brasil. Um nome inadequado de banda, mas adequado ao tamanho da qualidade do som e da apresentação do quarteto internacional.

É difícil um projeto com o baterista Mike Portnoy (ex-Dream Theater) dar errado. No entanto, o Transatlantic deu muito certo, ainda que tenha ficado mais de oito anos inativo por conta dos incontáveis compromissos de seus músicos. O supergrupo de rock progressivo mostrou uma categoria invejável para os mais de 2 mil espectadores paulistas que estiveram nesta quinta-feira na casa noturna da zona oeste – e que foram devidamente incomodados com a nada delicada “sugestão” para deixassem rapidamente o local após o show, já que haveria um evento de “pagode”…

É inegável que PAortnoy foi o grande chamariz para o público, que ainda o conhece mais pelos 25 anos de Dream Theater. Foi assim também no ano passado no show paulistano do The Winery Dogs, outra de suas criações. O que surpreendeu é que os jovens (a maioria do público) que amam o baterista e sua ex-banda deram um show de entusiasmo e fanatismo cantando verso a verso as letras das músicas quilométricas – e maravilhosas. Ninguém se incomodou com os quase 30 minutos de “Kaleidoscope”, faixa-título do novo trabalho, no final do show, ou com as longas “My New World” e “Into the Blue”, as duas primeiras que consumiram mais de 40 minutos.

Na verdade, houve até uma certa decepção, já que o show durou “apenas” duas horas e 40 minutos, quando o normal para o Transatlantic seria ficar mais de três horas no palco. A banda teve de encurtar o show pois foi avisada com antecedência de que haveria o costumeiro evento semanal de pagode. O que foi uma pena, pois os músicos realmente pareciam estar se divertindo bastante e entusiasmados com a grande resposta do público. O vocalista, tecladista e guitarrista norte-americano Neal Morse (ex-Spock’s Beard) parecia não acreditar quando o público cantou muito alto a belíssima “Shine”, do novo álbum, lançado há menos de um mês.

O guitarrista sueco Roine Stolt (líder e vocalista da banda Flower Kings), normalmente muito contido e concentrado, sorriu o tempo todo, entre solos certeiros e intrincados e riffs precisos. Até mesmo brincou com Portnoy e o baixista escocês Pete Trewavas (Marillion) entre as longas passagens instrumentais. Aliás, tamanha descontração foi o que Portnoy demonstrou durante toda a apresentação, mesmo dizendo em um certo momento que estava cansado das mais de duas horas de show. Visivelmente ele estava “brincando”, de tão satisfeito com o que via no palco e no público.

E foi o maior hit da banda que demonstrou o sucesso imenso da passagem do Transatlantic: a gospel “We All Need Some Light”, do primeiro álbum, uma excelente balada progressiva, explicitou o talento do multiinstrumentista Morse, que mostrou carisma e elegância na condução do coro do público cantando verso a verso, nota a nota. Mesmo no medley de faixas do álbum “Whirlwind” ele encontrou espaço para brilhar com seu teclado em meio às viagens de Stolt e à “quebradeira” alucinada de Portnoy.

Como o show foi mais curto do que o normal, não houve tempo para as tão comentadas e aguardadas versões de clássicos de rock (os covers). Mas todas as influências estavam lá, no melhor rock progressivo que é feito na atualidade: ecos de Yes, Genesis, Pink Floyd, King Crimson, Jethro Tull, do trio Emerson, Lake & Palmer, do Gentle Giant e mesmo do venerado Dream Theater.

O Transatlantic celebrou a música inteligente e de qualidade, ganhando a devoção eterna de um público ávido por virtuosismo e versatilidade. Não há banda melhor no mundo na atualidade capaz de oferecer tal coisa, nem mesmo o venerado Dream Theater.

Fonte: http://theultimatemusic.com/transatlantic-resgata-o-prazer-pelo-rock-progressivo/

Anúncios

Transatlantic: dream team anuncia baixa em seu lineup

Prestes a cair na estrada para promover o tão aguardado novo álbum “Kaleidoscope”, o Transatlantic, verdadeiro dream team do rock progressivo mundial, acaba de anunciar, em sua página oficial no Facebook, que o vocalista convidado Daniel Gildenlow (Pain of Salvation) não poderá participar dos primeiros shows do grupo, incluindo a única apresentação no Brasil, confirmada para o próximo dia 13 de fevereiro, no Carioca Club, em São Paulo.

Gildenlow será substituído por Ted Leonard, do Spock’s Beard/Enchant. O motivo da ausência do músico é devido a um problema de saúde ainda não divulgado, mas os ícones Neal Morse (vocal/guitarra/teclado – ex-Spock’s Beard), Mike Portnoy (bateria – ex-Dream Theater), Roine Stolt (vocal/guitarra – The Flower Kings) e Pete Trewavas (baixo – Marillion) desejaram melhoras e esperam que o frontman retorne justamente para participar do “Progressive Nation at Sea Cruise” e da turnê europeia.

“Kaleidoscope”, quarto disco do super grupo, chega ao mercado, no dia 27 de Janeiro, via InsideOut Music. Recentemente, a banda liberou videoclipe da balada “Shine”. Este é o primeiro clipe da história do grupo. Além disso, Mike Portnoy lançará um DVD chamado “Kaleidodrums”. Uma prévia deste DVD está disponível abaixo.

             

Os fãs interessados em conferir a histórica performance no Brasil, podem garantir presença nos sites Ticket Brasil e Clube do Ingresso, nas bilheterias do Carioca Club, Galeria do Rock (loja Hole), CadaQual (Jardim Paulista), Shopping Oriente 500 (Brás), Santo André (Metal Music) e São Bernardo (Age Of Dreams) pelos seguintes valores: R$ 100,00* (pista meia-entrada), R$ 140,00* (pista promocional), R$ 150,00* (camarote meia-entrada) e R$ 200,00* (camarote promocional).



Transatlantic anuncia baixa em seu lineup

O Transatlantic, verdadeiro dream team do rock progressivo mundial, acaba de anunciar que o vocalista Daniel Gildenlow não poderá dos primeiros shows da turnê promocional do álbum “Kaleidoscope”. O substituto já foi escolhido. Banda faz única apresentação no Brasil, no próximo dia 13 de fevereiro, no Carioca Club, em São Paulo. Mais informações abaixo.

Transatlantic anuncia baixa em seu lineup
Banda faz única apresentação no Brasil, em fevereiro – foto: divulgação

Prestes a cair na estrada para promover o tão aguardado novo álbum “Kaleidoscope”, o Transatlantic, verdadeiro dream team do rock progressivo mundial, acaba de anunciar, em sua página oficial no Facebook, que o vocalista convidado Daniel Gildenlow (Pain of Salvation) não poderá participar dos primeiros shows do grupo, incluindo a única apresentação no Brasil, confirmada para o próximo dia 13 de fevereiro, no Carioca Club, em São Paulo.

Gildenlow será substituído por Ted Leonard, do Spock’s Beard/Enchant. O motivo da ausência do músico é devido a um problema de saúde ainda não divulgado, mas os ícones Neal Morse (vocal/guitarra/teclado – ex-Spock’s Beard), Mike Portnoy (bateria – ex-Dream Theater), Roine Stolt (vocal/guitarra – The Flower Kings) e Pete Trewavas (baixo – Marillion) desejaram melhoras e esperam que o frontman retorne justamente para participar do “Progressive Nation at Sea Cruise” e da turnê europeia.

“Kaleidoscope”, quarto disco do super grupo, chega ao mercado, no dia 27 de Janeiro, via InsideOut Music. Recentemente, a banda liberou videoclipe da balada “Shine”. Este é o primeiro clipe da história do grupo. Confira em http://youtu.be/tU4EdoD30Kg. Além disso, Mike Portnoy lançará um DVD chamado “Kaleidodrums”. Uma prévia deste DVD está disponível abaixo em http://www.youtube.com/watch?v=5vfNNMkKB78.

Os fãs interessados em conferir a histórica performance no Brasil, podem garantir presença nos sites Ticket Brasil e Clube do Ingresso, nas bilheterias do Carioca Club, Galeria do Rock (loja Hole), CadaQual (Jardim Paulista), Shopping Oriente 500 (Brás), Santo André (Metal Music) e São Bernardo (Age Of Dreams) pelos seguintes valores: R$ 100,00* (pista meia-entrada), R$ 140,00* (pista promocional), R$ 150,00* (camarote meia-entrada) e R$ 200,00* (camarote promocional).

Links relacionados:

Serviço São Paulo
Showmaster orgulhosamente apresenta Transatlantic no Brasil
Data: 13 de fevereiro de 2014
Local: Carioca Club
End: Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros
Abertura da casa: 18h
Inicio show: 19h30
Classificação etária: A partir de 16 anos
Valores (2º Lote):
PISTA (meia-entrada): R$ 100,00 + taxa | PISTA (promocional): R$ 140,00 + taxa
CAMAROTE (meia-entrada): R$ 150,00 + taxa | CAMAROTE (promocional): R$ 200, + taxa

Ingressos online:
Pontos de venda:
Bilheterias do Carioca Club (SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA) – Tel: 3813-8598
Formas de pagamento: Somente dinheiro.

Hole – Galeria do Rock*
Av. São João, 439 – 1º andar loja 275 – São Paulo – SP
Horário: Segunda à sábado das 10h às 19h.
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito e Crédito à vista nos cartões Visa, MasterCard, American,Express, Diners Club International, Elo.

CadaQual*
Rua Augusta, 2171 – Jardim Paulista – São Paulo – SP
Horário: Segunda à sábado das 11h às 20h.
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito e Crédito à vista nos cartões Visa, MasterCard, American
Express, Diners Club International, Elo.

Metal Music – Santo André*
Rua Dona Elisa Fláquer, 184 – Centro – Santo André – SP
Horário: Segunda à sexta das 10h às 18h30, sábado das 10h às 17h30.
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito e Crédito à vista nos cartões Visa, MasterCard, American

Age Of Dreams – São Bernardo*
Av. Marechal Deodoro, 1754 – 2º Andar loja 33/36 – Centro – São Bernardo do Campo – SP
Horário: Segunda à sábado das 9h às 19h.
Formas de pagamento: Somente dinheiro

Shopping Oriente 500*
Rua Oriente, 500 2º andar – Brás – São Paulo – SP
Horário: Segunda à sexta das 9h às 17h, sábados das 9h às 13h30.
Formas de pagamento: Dinheiro, Débito e Crédito à vista nos cartões Visa, MasterCard, American, Express, Diners Club International, Elo.
*Ponto de venda sujeito a taxa de conveniência

Capacidade: 1.500 pessoas
Acesso para portadores de necessidades especiais
Ar condicionado
Estacionamentos na região: de R$ 20,00 a R$ 30,00 o período
Chapelaria no local: R$ 5,00
Imprensa: press@theultimatemusic.com | 11 9 6419.7206

Próximas divulgações THE ULTIMATE MUSIC – PR:
19/01/14 – Dark Tranquillity – Clash Club – SP/SP
26/01/14 – Live Metal Fest – Clash Club – SP/SP
08/02/14 – Claustrofobia – Clash Club – SP/SP
13/02/14 – Transatlantic – Carioca Club – SP/SP
08/03/14 – Doro Pesch – Carioca Club – SP/SP
19/03/14 – Sonata Arctica – Carioca Club – SP/SP
23/03/14 – Iced Earth – Carioca Club – SP/SP
30/03/14 – HIM – HSBC Brasil – SP/SP
21/04/14 – Hypocrisy – Carioca Club – SP/SP
27/04/14 – Misfits – Espaço Victory – SP/SP
04/05/14 – Kataklysm – TBA – São Paulo/SP
04/05/14 – Megadeth – Espaço das Américas – São Paulo/SP
Mais infos sobre os shows acima, acesse https://www.facebook.com/UltimateMusicPR.