Sepultura: Kisser comenta longevidade da banda e conflito com Max

Como noticiado, o SEPULTURA fez um show de 30º aniversário em Moscou, que se tornou um documentário de 18 minutos, feito pela Classic Rock Magazine da Rússia.

Sepultura: documentário russo sobre apresentação da banda no país

Andreas Kisser comentou sobre a longevidade da banda: “O SEPULTURA tem diferentes versões na mente das pessoas. Alguns gostam das coisas mais antigas, alguns gostam das coisas novas. É isso que faz o SEPULTURA ser tão bom e especial.”

“Nós estamos indo em frente e realmente crescendo como uma banda, e mantendo o espírito do SEPULTURA vivo. Trabalhar com diferentes músicos, indo desde orquestras a grupos brasileiros de percussão. Construindo novas pontes e abrindo novas portas. Ainda é ótimo, após 30 anos, ter essas oportunidades fluindo.”

O guitarrista também discutiu o legado da banda e a separação com os co-fundadores, Max e Igor Cavalera, que deixaram o grupo em 1996 e 2006, respectivamente.

“É problema deles agora. O conflito é mais do lado de Max do que de nosso lado. Ele escolheu deixar a banda há muito tempo. Ele levou nossos agentes, ele levou a confiança dos selos. Demoramos 10 anos para construir algo com a Roadrunner e ele levou tudo para si.”

“Nós tivemos que reconstruir tudo. E aqui estamos, celebrando 30 anos em um momento incrível da banda. Nós temos uma formação muito forte, nós ainda estamos viajando o mundo, ainda estamos tocando em festivais, curtindo a vida. Se as pessoas tem algum conflito, é problema deles.”

Fonte: Team Rock

Anúncios

O BLOG PORTAL DO ROCK ENTREVISTA – BANDA KRUCIPHA

Curitiba, assim como várias regiões do Sul do Brasil têm marcado presença no cenário musical!

E a banda curitibana  KRUCIPHA não deixa por menos representando a região e o Brasil.

 Vamos conhecer um pouco mais a respeito da banda formada em 2009, que

ganhando destaque trouxe aos nossos ouvidos um som de qualidade envolvendo Thrash Metal Visceral com influências no Death, Groove Metal e Hardcore.

unnamed (2)

krucipha

 

Portal do Rock : Sabemos que a banda KRUCIPHA deve ter respondido inúmeras vezes essa pergunta, mas considerando que são públicos diferentes, além de que estarão lendo pela primeira vez, aí vai a pergunta: como ocorreu em 2009 a idéia de formação da banda e qual a origem e significado do nome?

Fabiano Guolo: Eu, o Felipe Nester (bateria) e o João Ricardo (baixo) já havíamos tocado durante alguns anos numa banda tributo, mas chegou uma hora que isso já tinha “dado no saco”. Então, o Felipe veio com a idéia do Krucipha, inclusive a idéia do nome! Então não teve muito segredo em começar com nós três. À partir daí foi só completar o time. O Jgör (percussão) conhecia o Felipe e o João há bastante tempo também e sempre quis ter um projeto. Foi rapidamente integrado. Na época também recrutamos um outro guitarrista que gravou nosso EP e boa parte do nosso álbum “Hindsight Square One”, mas acabou deixando a banda depois de um tempo. Hoje o posto é ocupado pelo Luis Ferraz, com quem tínhamos amigos em comum e estava atrás de banda também! Caiu como uma luva!

O nome é exatamente o que a maioria dos apreciadores do som pesado brasileiro acha que é: uma referência ao “Sistemados pelo Crucifa”, do Ratos de Porão. Temos algumas similaridades nos temas das letras e essa coisa de referenciar algo brasileiro é muito forte na gente. Soou bem, é original, não é nenhum clichê em inglês… enfim, mudamos a grafia e assim ficou.

 

Portal do Rock: Quais as bandas de referência para Krucipha? Vocês possuem parceria com outras bandas?

Fabiano Guolo: Bom, dá pra citar bastante coisa: Sepultura, Soulfly, Cavalera Conspiracy, Nailbomb, Ektomorf, Machine Head, Lamb of God, Slayer, Slipknot… e por aí vai. Da pra colocar até Nação Zumbi na lista! Parceria a gente sempre firma com bandas locais e as vezes de outros estados. Atualmente estamos fazendo bastante correria com os caras do Division Hell, puta banda aqui de Curitiba que acabou de lançar material também. Vale à pena conferir.

 

Portal do Rock: No ano de 2010, o KRUCIPHA lança o EP “Preemptive Uproars”. Digam-nos como foi ver esse trabalho concretizado:

Fabiano Guolo: Pra mim foi surreal. Era a primeira vez que eu fazia este tipo de trabalho e cada etapa era superada com muito orgulho. Ver o EP confeccionado na sua frente foi emocionante.

unnamed (1)

krucipha_por_renata_kalkmann

 

Portal do Rock: Entrando, em fevereiro de 2011 o Krucipha recebeu o prêmio de “Melhor música do gênero referente a 2010”, com a faixa “Afforddiction”, no 1º Prêmio Ivo Rodrigues, em Curitiba. Como foi recebida essa notícia?

Fabiano Guolo: Foi uma surpresa, especialmente porque a gente nem tinha estreado nos palcos ainda, então veio muito de repente. Mas claro que, além disso, foi muito bacana. A sensação de ter um trabalho recém lançado desta forma foi algo realmente surpreendente e gostoso.

 

Portal do Rock: Descreva a sensação, para a banda KRUCIPHA, ser atração dos festivais: Orquídea Rock Festival; River Rock Festival; Live Metal Fest Curitiba Edition; e ainda ter dividido o palco com Sepultura, Cavalera Conspiracy, Claustrofobia e Project46:

Fabiano Guolo: Estes festivais são uma das coisas que mantém o cenário aquecido, entende? Em SC, principalmente, esse lance é muito bacana, está cravado na cultura headbanger do estado. É muito interessante ver como as pessoas são itinerantes nestes fests. É super comum encontrar boa parte da galera que estava em um deles, em outro. Logo, é muito gratificante poder nos apresentar nestes eventos. O pessoal é sempre muito receptivo e caloroso, e dividir o palco com estes monstros aí é só o sinal de que sempre temos em quem nos espelhar e inspirar. Poxa, Sepultura e Cavalera são caras que estão aí arrebentando tudo desde que éramos moleques e tocávamos nossos primeiros acordes. Project46 e Claustrofobia são exemplos mais recentes de que a coisa ainda acontece, e muito bem. Ambos representam demais uma nova geração que sempre surpreende a gente.

unnamed (4)

Portal do Rock : Falando do início, como foi a sensação de pisar no palco pela primeira vez?

Fabiano Guolo: Bom, o único que nunca havia se apresentado ainda com outras bandas era o Jgör, nosso percussionista. Mas tenho certeza que subir no palco pela primeira vez como Krucipha foi mais ou menos igual para cada um de nós: emocionante. Ver pessoas ali na frente apreciando um trabalho seu maturado durante 2 anos não tem preço.

 

Portal do Rock: A respeito do CD “Hindsight Square One”, como funcionou a fase de composição das músicas e qual a responsabilidade de cada integrante para a conclusão do todo?

Fabiano Guolo: O Felipe sempre foi o principal compositor. No começo ele já chegou com um conceito musical pré-moldado, com algumas faixas semi-prontas. Nosso antigo guitarrista, Luiz Gabriel, contribuiu para finalizar a parte instrumental e eu entrei na jogada na hora de compor as letras.

 

Portal do Rock: Ouvindo o CD “Hindsight Square One”, com temas que são o rosto da realidade, pois através da música podemos extrair a insatisfação e angústia social.  Vocês analisam a reação dos fãs como “mensagem recebida”, durante o show?

Fabiano Guolo: Sim, com certeza. Creio que nem sempre acontece, pois ainda estamos em uma fase de grande descoberta por parte do público, mas dá pra sentir aquela energia durante a apresentação, é meio inexplicável, ou então pessoas que já chegaram pra gente com comentários sobre os temas que nos faziam pensar “poxa, conseguimos passar a mensagem direitinho!”.

 

 

unnamed (3)

 

Portal do Rock: Quanto a faixa “Greater Good Parasite”, qual foi o critério de escolha da faixa para abertura do CD?

Fabiano Guolo: Ela foi a última a ser escrita, portanto a mais forte na gente naquele momento, e tem uma intro que soava como faixa de abertura. Não sei, acho que foi meio que instintivo e natural.

 

Portal do Rock: A parte visual do CD ficou fantástica! Houve outras opções de tema ou a idéia inicial e final era essa mesma?

Fabiano Guolo: Nós discutimos durante muito tempo sobre isso, inclusive testamos e eliminamos várias idéias, mas nada parecia bom. Aí em 2013 – quando gravamos o CD – rolou o lance das manifestações no país todo e meu grande amigo Leando Bitencourt, o responsável pela arte, teve a idéia de fazer umas colagens com imagens que rolaram aqui mesmo em Curitiba. O resultado nos agradou em absoluto e é basicamente isso que temos hoje.

 

Portal do Rock: Sobre a turnê para divulgação do CD “Hindsight Square One”, como é a recepção por parte do público, percebida pela banda?

Fabiano Guolo: Tem sido cada vez melhor. Acho que mais e mais temos conseguido passar a idéia do nosso show e as pessoas absorvem bem a energia. Uma coisa curiosa é que esse lance de percussão às vezes deixa as pessoas meio sem saber o que pensar e, digamos, ressabiadas no começo do show. De repente eles entendem o que está rolando e, não raramente, pessoas que estavam olhando de longe, de braços cruzados são flagradas no mosh ou na frente batendo a cabeça freneticamente. É espetacular e muito gratificante!

 

 

unnamed

 

No momento o Krucipha encontra-se em tour de divulgação do CD “Hindsight Square”.
LINE UP
Fabiano Guolo – Guitar / Vocal
Luís “RazorB” Ferraz – Guitar
João Ricardo Cavali – Bass / Vocal
Jgör Nosnyój – Percussion / Vocal
Felipe Nester – Drums

 

Portal do Rock: Abrimos espaço aqui para que a Banda KRUCIPHA deixe seu recado em nossos meios de divulgação! Fiquem a vontade para mandarem um recado aos fãs.

Fabiano Guolo: Quero agradecer o apoio de todos aqueles que já são nossos fãs e convidar também aqueles que ainda não conhecem nosso som à acessar nosso material online nos seguinte links:

www.facebook.com/krucipha

www.soundcloud.com/krucipha

www.youtube.com/krucipha

E claro, convidar a todos para prestigiarem nosso show quando estivermos passando por sua cidade. Prometo que será algo bruto e MUITO enérgico!

Grande abraço!

 

Leia a RESENHA do CD “Hindsight Square One” feita pelo Portal do Rock clicando em:

https://portaldorock1.wordpress.com/2015/04/29/resenha-banda-krucipha/

 

A Equipe do Portal do Rock agradece pela oportunidade de realizar essa entrevista e assim conhecermos um pouco mais sobre a BANDA KRUCIPHA.

O Blog Portal do Rock, também curitibano,  estará sempre à disposição para futuras divulgações em todos os nossos canais.

Contem conosco!

Torture Squad: O renascimento de uma das maiores bandas nacionais

Quando, em 2012, o vocalista Vitor Rodrigues anunciou sua saída do Torture Squad, muitos temeram que a banda tivesse um destino semelhante a outras que, no auge de sua popularidade, perdiam uma peça importante de sua “engrenagem”. Após três anos, o que vemos é uma nova banda ganhando seu espaço, o Voodoopriest, e outra mantendo seu alto nível, no caso o Torture. Alto nível consolidado neste álbum “Esquadrão de Tortura”, um disco que transcende as fronteiras do Thrash Metal.

Ao ouvir o álbum, fica a sensação que a banda resolveu investir ainda mais no instrumental, após a perda de sua voz principal. O resultado é um dos melhores discos de Thrash Metal dos últimos tempos, pois, juntamente com o peso característico do agora trio, surgem belas melodias, variações no andamento, muito além do normal no estilo. As 11 faixas são completamente diferentes uma das outras, fazendo com que a audição de “Esquadrão de Tortura” seja ainda mais prazerosa.

E, não bastasse a qualidade sonora, o disco é uma verdadeira aula de história, versando cada música sobre a época da ditadura militar, um álbum conceitual genuinamente nacional. E a preocupação da banda em colocar no encarte não somente as letras, mas sim a história por trás de cada letra e música, é algo digno de nota. Isso faz com que você ter em mãos o material físico de “Esquadrão de Tortura” seja algo imprescindível, para curti-lo da maneira ideal. Não é um disco para se baixar em mp3 e ouvir, é um disco à maneira antiga, soando o mais moderno possível.

Apesar do elogio anterior a parte instrumental, a voz de André Evaristo se encaixou muito bem a sonoridade do Torture Squad, muitas vezes soando como um misto de Tom Araya com Schmier (Ouçam “Architecture of Pain” e comprovem). Como destaque a pesada abre-alas “No Escape from Hell”, a ótima “quase” instrumental “Pátria Livre” (com vocal de João Gordo), a grudenta “Wardance” (o trecho entre os 2:30 e 3:30 minutos é daqueles que grudam em sua cabeça e de lá não saem mais), a, na minha opinião, melhor do disco “Conspiracy of Silence”, pois ela tem de tudo em seus mais de sete minutos de duração, inicio acústico, seguido por um andamento mais rápido e agressivo, guitarras mais melódicas e um final empolgante.

Não há duvidas que o Torture Squad mudou um pouco sua sonoridade agora como um Power Trio, deixando um pouco o lado quase Death Metal que possuía, mas continua com a mesma qualidade de sempre. “Esquadrão de Tortura” é imprescindível para os fãs não somente de Thrash, mas de todos os aficionados pelo Metal em geral…

Formação da banda:
André Evaristo – Guitarra e vocal
Castor – Baixo e vocal
Amilcar Christófaro – Bateria

Tracklist:

1 – No Escape From Hell
2 – Pull The Trigger
3 – Pátria Livre
4 – Wardance
5 – Architecture Of Pain
6 – Never Surrender
7 – In The Slaughterhouse
8 – Conspiracy Of Silence
9 – Nothing To Declare
10 – For The Countless Dead
11 – Fear To The World

Fonte: Torture Squad

Acontecimentos do dia 05 de Maio

Bill Ward, baterista do Black Sabbath, faz 67 anos.

 

Ian McCulloch, vocal do Echo & The Bunnymen, faz 56 anos.

 

Há 59 anos (em 56) Elvis Presley chegava pela primeira vez ao topo da parada americana de singles e álbuns, com “Heartbreak Hotel”.

images (1)4

 

Há 31 anos (em 84) Jim Kerr, vocal do Simple Minds, e Chrissie Hynde, vocal dos Pretenders, se casaram em Nova York. Eles se divorciaram em 1990.

 

Há 31 anos (em 84) o Duran Duran chegou ao topo da parada britânica com o single “The Reflex”.

 

Há 19 anos (em 96) o Rage Against The Machine chegou ao topo da parada americana com o álbum “Evil Empire”. Ele tem o single “Bulls On Parade”, entre outros.

 

Há 2 anos (em 2013) morreu Peu Sousa, guitarrista da banda da Pitty (no álbum “Admirável Chip Novo” de 2003). Ele cometeu suicídio.

 

04 de Maio – Aniversariantes do Dia

Dick Dale faz 78 anos.

 

Herbert Vianna, vocal dos Paralamas do Sucesso, faz 54 anos.

 

Gregg Alexander, vocal do New Radicals, faz 45 anos.

 

Mike Dirnt, baixista do Green Day, faz 43 anos.

 

Há 3 anos (em 2012) morreu Adam Yauch, dos Beastie Boys. Ele tinha 47 anos e tinha câncer na glândula salivar.

 

Há 19 anos (em 96) Alanis Morissette chegou ao topo da parada britânica com o álbum “Jagged Little Pill”.

Republica se apresenta pela segunda vez consecutiva no Rock In Rio

Republica 2015_Low

Banda toca no dia 19 de setembro no Palco Rock Street que promete ser um dos grandes destaques do festival nesse ano

Depois do show incendiário no Palco Sunset com Roy Z e Dr Sin em 2013, o Republica retornará aos palcos do Rock In Rio em 2015.

O grupo paulistano de sludge metal foi confirmado como uma das atrações do Palco Street que promete ser um dos grandes destaques do Rock In Rio em 2015.

Atualmente formado por Leo Belling (vocal), Luiz Fernando Vieira (guitarra), Jorge Marinhas (guitarra) e Marco Vieira (baixo), o Republica retorna ao Rock In Rio no melhor momento de sua carreira.
Seu mais recente álbum de estúdio, “Point Of No Return” (2013), tem sido sucesso absoluto de vendas e crítica, refletindo na agenda de shows da banda que não para de crescer e que já incluiu participações em outros grandes festivais, como o Lollapalooza, Planeta Atlântida, Festival de Verão de Salvador, Planeta Terra, Ceará Music, Maquinaria no Chile, entre outros.

A apresentação do Republica no Rock In Rio nesse ano acontece no dia 19 de Setembro que contará com outras atrações de peso como Metallica, Mötley Crüe, Korn, Ministry, Gojira, Angra e Noturnall.

O Palco Street, onde acontecerá o show, é um espaço temático com bares, restaurantes e lojas voltados ao tema que nesse ano é o Brasil. Lá, além do Republica, também se apresentarão nomes de destaque da música brasileira como Autoramas, George Israel e Rodrigo Santos, Motorocker, KroW, Age of Artemis, About2Crash, Eminence, entre outros.

Entre outras novidades, em maio – antes do show no Rock In Rio -, o Republica embarca para a “New Wave Of American Heavy Metal Tour”, turnê de oito shows que o grupo realiza ao lado do Adrenaline Mob (USA) e Noturnall pelo Brasil, Chile e Argentina. As datas são: dia 07 no Granfinos em Belo Horizonte/MG, dia 08 no Circo Voador no Rio de Janeiro/RJ, dia 09 no Carioca Club em São Paulo/SP, dia 10 no Iguatemi em Juazeiro do Norte/CE, dia 13 no Teatro Caupolicán em Santiago/Chile, dia 15 no Music Hall em Curitiba/PR, dia 16 no  Bar da Montanha em Limeira/SP e dia 17 em Buenos Aires/Argentina no Teatro Vorterix.

Mais Informações:

www.republicarock.com.br
www.facebook.com/RepublicaRock
www.twitter.com/republica_rock
www.youtube.com/Republicabrasil
www.soundcloud.com/republica-rock

Informações para Imprensa:
Eliton Tomasi – SOM DO DARMA
eliton@somdodarma.com.br
www.somdodarma.com.br
(15) 3211-1621

Republica_Rock In Rio

Crédito Fotos: Rafael Acancini (Republica_2015.jpg)

Scars From The Last Fight: debut CD é lançado com download gratuito

Scars From the Last Fight, o novo representante do metalcore brasileiro, acaba de lançar o seu novo website e também o seu debut CD auto-intitulado.

O CD “Scars From the Last Fight” tem a produção, mixagem e masterização assinada por Emerson Oliveira e pela própria banda.

Confira o track list completo:

Scars From The Last Fight
1 – Relentless Reaper
2 – Bolshevik
3 – Spider
4 – Gates of Lust (feat. Nathália Sato)
5 – Moth-Eaten
6 – Sinking Alone
7 – Trusting in Fate
8 – Sons of Midas
9 – Walking Dead
10 – Wise Man

A banda disponibilizou o álbum completo para download em seu site oficial, que acaba de ser lançado. Para maiores informações e para baixar o conteúdo basta acessarwww.scarsfromthelastfight.com .

Via:Furia Music Press