Banda Rosa de Saron comenta CD Cartas ao Remetente faixa a faixa


unnamed

 

Cartas ao Remetente é um disco que nasceu entre as lágrimas, alegres e dolorosas. Fruto de um ano extremamente intenso em que a banda foi alvo tanto nas perseguições quanto nas conquistas, esta obra nasceu para arrancar algumas lágrimas em quem está acostumado a dobrar o coração às coisas simples da vida.
Quem vive a vida entre o sonho e a dificuldade, dificilmente deixará de se emocionar com Cartas ao Remetente, com suas frases e desabafos prontos para serem usados por você mesmo.

CD comentado faixa a faixa:

Reis e Princesas
Escrita em um desses momentos intensos e difíceis, imediatamente após um momento opostamente intenso que foi a JMJ Rio 2013.A letra desta canção é o resultado de uma coleção de pensadores, entre eles Santo Agostinho. É sobre uma briga entre duas pessoas. Quantos de nós não tentamos interromper, em vão, uma discussão que, às vezes, nós mesmos começamos? A culpa nunca foi apenas de quem começou, sua origem real e verdadeira começa na falta de amor mútuo, afinal, já dizia São Tomás de Aquino: “O desordenado amor por si mesmo é a causa de todos os pecados”.
Veja a letra clicando AQUI

Solte-Me!
Quando tentamos ser outra pessoa e/ou possuir seus dons, suas qualidades, não tem erro: nós fugimos de nós mesmos. Esse é o resultado. Esta é mais uma daquelas canções para se refletir quando entramos naqueles dias em que nos sentimos sem importância para o mundo. É preciso acreditar que a maioria dos erros podem e devem ser corrigidos por nós mesmos, do jeito que somos, quem quer que nos tenhamos tornado. Aceitar o próprio erro é o primeiro passo da nobre atitude de querer alcançar algo maior. É a maneira mais justa de acertar nosso passado em prol de um novo futuro.
Veja a letra clicando AQUI

Cartas ao Remetente
Dotada de frases fortes e desafiadoras. Assim nasceu “Cartas ao Remetente”, seu nome significa “uma carta endereçada ao próprio escritor”. É um desabafo do autor em um momento que pensou desistir de tudo, mas prosseguiu. E uma hora depois, escreveu sua canção predileta. Quando cantar esta letra, bata no peito e grite seu conteúdo, porque a terceira pessoa desta letra não é um terceiro. É você.
Veja a letra clicando AQUI

Quando Tiver Sessenta
“Vida e Morte”. Esses são ingredientes fundamentais na vida de um saudosista. Esta é uma música com a principal característica lírica do autor, que, ao lado da faixa 3 e 14, gravou-as chorando. E as chorou compondo. A letra desta canção é um combate ao imediatismo que vivemos. Lembre-se sempre: se todos nos preocupássemos com o amanhã, o hoje seria mais que especial, seria divino. Recebemos diariamente de Deus um presente de 86.400 segundos. Gastamos apenas 2 segundos para dizer: “Senhor, obrigado por este dia”. Para muitos de nós que cremos, isso é muito.
Veja a letra clicando AQUI

Nada Entre o Valor e a Vergonha
Há mais de dez anos, uma frase numa crônica religiosa mexia com o autor desta canção. Nela, Deus dizia: “Não tem vergonha para se despir para um estranho, mas tem vergonha de tirar sua máscara para Mim”
Vivemos um momento complicado em que a paixão está altamente evidenciada, perdeu-se a noção de quanto vale o amor. Ele jamais valeu tão pouco. Esta é uma música com clima de balada com uma letra que critica a balada. É deprimente ver que a sociedade vem se contentando em ser circo. Apenas um circo com uma platéia duvidosa.
Veja a letra clicando AQUI

Algoritmo
Há tempos o autor se incomoda com a filosofia de vida: “Se te faz feliz, faça”. Essa música é uma poesia que convida o ouvinte à pensar um pouco. Nem toda felicidade é verdadeira e os riscos das falsas felicidades são altíssimos e irreparáveis na maioria das vezes.
A primeira estrofe diz que há o fim, na dúvida do que fazer, procure ver o final e onde ele vai te levar. A segunda diz que há o divino, aponta o céu para alguém, e mesmo com a paciência de Deus (que o perdoou 777 vezes), o sujeito não mudou.
No final, a chance do perdão de Deus continuará batendo à porta.
Mas com a vida não se brinca. Um dia acaba.
Em todo o caso:
“Diga Amém”
“Durma bem”.
Veja a letra clicando AQUI

Neumas d’Arezzo
De forma bastante simplificada: “Neumas” eram as antigas notações musicais, até que Guido d’Arezzo, um monge italiano do século 10, criou a moderna notação musical de cinco linhas e seus “Ut, Re, Mi, Fa, Sol, La, Sancte”, mas isso pouco importa nesta música. Suas estrofes são difíceis de entender propositalmente. O que realmente importa nesta canção é o refrão, neste caso, facílimo de compreender. Ele diz: “deixe-nos fazer nosso trabalho em paz”. É uma música endereçada aqueles que querem apenas derrubar o outro, geralmente atrás de um computador. Neste caso especifico, derrubar uma obra de Deus, pois o Rosa é isto: uma obra para o céu, de gente que almeja o céu, para aqueles que almejam o céu. Quando alguém quiser subtrair-lhe algo, lembre-se desta frase: “Alguns te amarão pelo que você é. Outras te odiarão pelo mesmo motivo”.
Veja a letra clicando AQUI

Verdade/Mentira
Tanto o título quanto a letra desta música são auto-explicativos. O pior malefício da mentira é o mentiroso. Engana-se quem pensa “diferente”. Verdade é sabedoria, mentira é burrice. Simples e verdadeiro.
Veja a letra clicando AQUI

Dias Assim
Na grande montanha russa da vida, entre os altos e baixos de nossa existência, nos sentimos por vezes fracos, perdidos e sem o chão de baixo de nossos pés. Nos deparamos com nossas fragilidades em situações onde ficamos inertes. São dias assim que ao invés de nos entregarmos a dor e as lamentações dos “porques” podemos voltar nossos olhos a Deus e ao seu amor que nos reconstrói.
Veja a letra clicando AQUI

Meus Medos
Corre-se, corre-se e quando parece que estamos chegando a vida nos chama a correr novamente. Essa canção em forma de oração tem a simples pretensão de convida-lo a descansar, depois descansar novamente, na fé e na paz que somente “Ele nos traz”.
Veja a letra clicando AQUI

Invernia
Clássica composição rosariana. A palavra invernia existe, é sinônimo de “friagem”. Retrata um dia de depressão, comum inclusive na vida de um religioso. É importante saber que a tristeza sempre virá afetar o nosso jardim, faz parte da estação humana. Mas é fundamental saber se aquecer enquanto o verão não chega. Ele sempre vem.
Veja a letra clicando AQUI

O Mestre dos Ventos
Um mendigo é um mestre dos ventos. Não, ele não sabe de onde o vento vem, nem pra onde vai. Mas ninguém melhor do que ele sabe lidar com o ônus que a ventania traz. E com seu bônus. Esta música é uma oração que nos convida a viver o que Deus reserva pra gente. Tenha certeza: Quando reservarmos nosso destino à Deus, as pontes nos servirão apenas para nos conduzir de um lugar ao outro. Elas jamais serão moradas.
Veja a letra clicando AQUI

Seis Nações
Seis é o número da imperfeição, ao passo que, sete é o da perfeição. O nome “Seis Nações” quer dizer: “O Imperfeito do Imperfeito”. O autor desta canção sempre teve o versículo 30 do terceiro capítulo do Evangelho de João como seu lema. Se cada ser humano colocasse o coração em tudo que faz, não haveria “tamanho” no universo, finalmente poderíamos nos qualificar como “iguais”. Vivemos no planeta dos diferentes.
Veja a letra clicando AQUI

Fleur de Ma Vie
Seu título é uma frase em francês que significa “Flor da Minha Vida”. É uma canção de amor, de um pai para seu filho. O autor a fez para sua filhinha recém nascida. Um filho é o amor puro, intocado. Sem intenções. Somente a maternidade e a paternidade te fazem entender o que significa um “Deus te abençoe, meu filho”. Esta música é dedicada aos nossos anjinhos de asas de algodão doce, que nos fizeram entender o que nossos pais querem nos dizer quando dizem: “Filho, te amo, nunca se esqueça disso”.
“Nunca esquecerei, mãe, não mais…”
Veja a letra clicando AQUI

Fonte: imprensa@rosadesaron.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s